VIAGENS

Diaries #1 – Vilamoura Diaries

Estou de regresso de Vilamoura e, como prometido no último post, venho contar-vos um pouco sobre os meus dias por lá. Partimos no fim-de-semana passado, para estarmos cerca de uma semana num dos meus lugares preferidos no Algarve. Este verão proporcionou-me dois reencontros bastante importantes para mim: primeiro, um regresso muito emocional à casa de férias dos meus avós, onde passei todos os meus verões desde pequena, da qual guardo muitas das minhas memórias preferidas com a minha família (e sobre a qual ainda hei de ganhar coragem para escrever, um dia) e, depois, um regresso a Vilamoura, onde passei a mesma semana de férias, durante alguns anos, também com os meus avós. Gostei muito de regressar, especialmente por me fazer lembrar do quanto a minha avó gostava dos nossos dias por lá – das caminhadas pela praia de manhã, com alguns jogos da malha pelo meio (que ensinei ao Bryan, ainda na nossa viagem pela Costa Vicentina, e acho que ele secretamente andou a treinar em casa, porque melhorou bastante desde então), dos almoços na varanda com o mar à nossa frente, dos passeios pela marina ao final do dia, das partidas de cartas antes de deitar.

Read more “Diaries #1 – Vilamoura Diaries”
VIAGENS

Viagens | Porto

Se acompanham as minhas páginas de instagram ou facebook, sabem que deixei Lisboa por uns dias. Vim passar a última semana de bom tempo a Vilamoura, com o Bryan, para me despedir deste verão num dos meus lugares preferidos no nosso Algarve. Estes dias por cá têm sido muito bons, principalmente para desacelerar um pouco e recarregar energias para os próximos meses de outono na cidade. Prometo contar-vos tudo no próximo post aqui no blog, no domingo. Por agora, vamos recuar um bocadinho no tempo? Depois de um mês de julho com algumas viagens pelo nosso país, em que mal estive em casa, soube-me muito bem regressar ao meu cantinho para um mês de agosto mais sossegado. Gosto muito de passar o período mais sobrelotado do verão longe da confusão e gosto ainda mais de aproveitar melhor a minha cidade de Lisboa, que fica tão calma nesse mês. Depois de passarmos quase três meses em casa, sem sair para nada mais do que o necessário, seria de esperar que eu não quisesse regressar tão cedo. No entanto, pelo contrário, não poderia ter gostado mais daquelas semanas mais tranquilas, por casa. Já disse várias vezes por aqui: gosto tanto de ir como de regressar. E sabia que o “ir” não tardava a chegar, porque esperava por uma próxima viagem no final do mês.

Read more “Viagens | Porto”
PESSOAL

Para Setembro ’20

Chegou um dos meus meses preferidos do ano. Desde pequena que adoro a energia de setembro – o regresso às aulas, os cadernos por estrear, os reencontros depois do verão. Com as manhãs soalheiras, as temperaturas amenas, as primeiras castanhas na rua – ah, o quanto gosto de castanhas! – e o anoitecer ligeiramente mais cedo, este mês tem uma magia muito especial para mim. Para ser sincera, não me consigo decidir entre verão e outono – os meses de calor têm sido os meus preferidos desde sempre, mas de há uns anos para cá encontrei um encanto diferente no regresso a casa, às rotinas, à (nova) normalidade na cidade. Se calhar é por isso que gosto tanto de setembro – reúne as minhas duas estações preferidas, em 30 dias com muito do que mais feliz me faz.

Read more “Para Setembro ’20”
PESSOAL

Aos meus 24

Escrevo-vos do alpendre da casa da minha tia-avó. Gostava de começar todos os meus dias assim: com a tranquilidade e o sossego do amanhecer, com um vestido de verão e com palavras para passar da caneta para o papel. Há uns dias encontrei uma frase sobre esta serenidade das seis da manhã: “I love early mornings when it feels like the rest of the world is still fast asleep and you’re the only one who’s awake and everything feels like it isn’t really real and you kind of forget about all your problems because for now it’s just you, the world and the sunrise“. Não podia concordar mais; a esta hora, não há nada que possa estar errado. Esta manhã, quis acordar ainda mais cedo. Comemoro 24 primaveras e, à semelhança da celebração das 21, deixo-vos novamente uma mensagem à altura da ocasião.

Read more “Aos meus 24”