VIAGENS

Diaries #3 – Gerês Diaries

Partilhei no instagram, há algum tempo, que o segundo confinamento se revelou bastante mais difícil para mim comparativamente ao primeiro, em março do ano passado – e, pelo que acompanhei, pareceu-me não ser a única a senti-lo. Os primeiros meses de pandemia foram uma oportunidade para responder a uma necessidade que sentia há muito tempo – a de passar mais tempo em casa, a de regressar ao slow living e a de conseguir recentrar-me, com mais disponibilidade para além daquela que umas férias permitem. Não me quero alongar nas razões pelas quais estar constantemente em casa, por tempo indefinido, começa a ser destrutivo a partir de um certo ponto – estamos todas(os) cansadas(os) deste assunto, creio – mas gostava ainda assim de dizer que, no meio de toda esta confusão de emoções, a minha capacidade de reconhecer e de, principalmente, abraçar a incerteza tem-me vindo a surpreender.

Read more “Diaries #3 – Gerês Diaries”
PESSOAL

Diaries #2 – Home Diaries

Estes últimos dias têm sido passados por casa, como recomendado. Estar mais tempo resguardada significa dedicar-me novamente com mais ânimo ao meu espaço, desta vez com as decorações para a época mais mágica do ano, aos meus estudos, aos diversos livros que ainda estão por ler e aos vários filmes que ainda estão por ver – quem mais desse lado mal pode esperar pelas comédias românticas de Natal? Love Actually? The Holiday? Can’t wait! Estes dias têm sido pautados por uma sensação visual meio aesthetic, de que estou a gostar bastante, que é nova para mim, como se os meus olhos começassem a observar o que me rodeia numa outra perspetiva mais “artística”. Para partilhar esta mais recente vibe convosco, pensei em escrever-vos um pouco sobre como têm sido estes dias por casa, com o auxílio de algumas imagens que captaram a minha atenção nos últimos tempos.

Read more “Diaries #2 – Home Diaries”
VIAGENS

Diaries #1 – Vilamoura Diaries

Estou de regresso de Vilamoura e, como prometido no último post, venho contar-vos um pouco sobre os meus dias por lá. Partimos no fim-de-semana passado, para estarmos cerca de uma semana num dos meus lugares preferidos no Algarve. Este verão proporcionou-me dois reencontros bastante importantes para mim: primeiro, um regresso muito emocional à casa de férias dos meus avós, onde passei todos os meus verões desde pequena, da qual guardo muitas das minhas memórias preferidas com a minha família (e sobre a qual ainda hei de ganhar coragem para escrever, um dia) e, depois, um regresso a Vilamoura, onde passei a mesma semana de férias, durante alguns anos, também com os meus avós. Gostei muito de regressar, especialmente por me fazer lembrar do quanto a minha avó gostava dos nossos dias por lá – das caminhadas pela praia de manhã, com alguns jogos da malha pelo meio (que ensinei ao Bryan, ainda na nossa viagem pela Costa Vicentina, e acho que ele secretamente andou a treinar em casa, porque melhorou bastante desde então), dos almoços na varanda com o mar à nossa frente, dos passeios pela marina ao final do dia, das partidas de cartas antes de deitar.

Read more “Diaries #1 – Vilamoura Diaries”