VIAGENS

Diaries #3 – Gerês Diaries

Partilhei no instagram, há algum tempo, que o segundo confinamento se revelou bastante mais difícil para mim comparativamente ao primeiro, em março do ano passado – e, pelo que acompanhei, pareceu-me não ser a única a senti-lo. Os primeiros meses de pandemia foram uma oportunidade para responder a uma necessidade que sentia há muito tempo – a de passar mais tempo em casa, a de regressar ao slow living e a de conseguir recentrar-me, com mais disponibilidade para além daquela que umas férias permitem. Não me quero alongar nas razões pelas quais estar constantemente em casa, por tempo indefinido, começa a ser destrutivo a partir de um certo ponto – estamos todas(os) cansadas(os) deste assunto, creio – mas gostava ainda assim de dizer que, no meio de toda esta confusão de emoções, a minha capacidade de reconhecer e de, principalmente, abraçar a incerteza tem-me vindo a surpreender.

Read more “Diaries #3 – Gerês Diaries”
VIAGENS

Diaries #1 – Vilamoura Diaries

Estou de regresso de Vilamoura e, como prometido no último post, venho contar-vos um pouco sobre os meus dias por lá. Partimos no fim-de-semana passado, para estarmos cerca de uma semana num dos meus lugares preferidos no Algarve. Este verão proporcionou-me dois reencontros bastante importantes para mim: primeiro, um regresso muito emocional à casa de férias dos meus avós, onde passei todos os meus verões desde pequena, da qual guardo muitas das minhas memórias preferidas com a minha família (e sobre a qual ainda hei de ganhar coragem para escrever, um dia) e, depois, um regresso a Vilamoura, onde passei a mesma semana de férias, durante alguns anos, também com os meus avós. Gostei muito de regressar, especialmente por me fazer lembrar do quanto a minha avó gostava dos nossos dias por lá – das caminhadas pela praia de manhã, com alguns jogos da malha pelo meio (que ensinei ao Bryan, ainda na nossa viagem pela Costa Vicentina, e acho que ele secretamente andou a treinar em casa, porque melhorou bastante desde então), dos almoços na varanda com o mar à nossa frente, dos passeios pela marina ao final do dia, das partidas de cartas antes de deitar.

Read more “Diaries #1 – Vilamoura Diaries”
VIAGENS

Viagens | Porto

Se acompanham as minhas páginas de instagram ou facebook, sabem que deixei Lisboa por uns dias. Vim passar a última semana de bom tempo a Vilamoura, com o Bryan, para me despedir deste verão num dos meus lugares preferidos no nosso Algarve. Estes dias por cá têm sido muito bons, principalmente para desacelerar um pouco e recarregar energias para os próximos meses de outono na cidade. Prometo contar-vos tudo no próximo post aqui no blog, no domingo. Por agora, vamos recuar um bocadinho no tempo? Depois de um mês de julho com algumas viagens pelo nosso país, em que mal estive em casa, soube-me muito bem regressar ao meu cantinho para um mês de agosto mais sossegado. Gosto muito de passar o período mais sobrelotado do verão longe da confusão e gosto ainda mais de aproveitar melhor a minha cidade de Lisboa, que fica tão calma nesse mês. Depois de passarmos quase três meses em casa, sem sair para nada mais do que o necessário, seria de esperar que eu não quisesse regressar tão cedo. No entanto, pelo contrário, não poderia ter gostado mais daquelas semanas mais tranquilas, por casa. Já disse várias vezes por aqui: gosto tanto de ir como de regressar. E sabia que o “ir” não tardava a chegar, porque esperava por uma próxima viagem no final do mês.

Read more “Viagens | Porto”
VIAGENS

Viagens | Memórias do Douro

Por esta altura, há dois anos, estava a conhecer o Douro. Não me canso de relembrar este fim-de-semana – um dos melhores de que tenho memória -, marcado pela tranquilidade da região vinhateira. Esta viagem rumo a norte entrou para o topo das minhas preferidas – e recordo-a com bastante carinho. Houve um brilho especial nas manhãs em que acordei por lá, com uma tímida luz ao amanhecer, que me despertou com aquela calma matinal de que tanto gosto. Lembro-me de apreciar a vista para as vinhas e os montes pela janela do quarto, de tomar o pequeno-almoço na maior tranquilidade com a piscina mesmo ao lado, de ler O Amor nos Tempos de Cólera no alpendre, de respirar o ar puro que não se encontra na cidade. Este ano, por força das circunstâncias que vivemos, muito provavelmente passarei as minhas férias pelo nosso país – por dentro, por cá. Enquanto não posso fazer as malas, vou recordando as minhas memórias daquele fim-de-semana maravilhoso, à beira Douro.

Read more “Viagens | Memórias do Douro”